As maiores dificuldades para a colonização de Marte, segundo estudo

0

A colonização de Marte está nos planos da Nasa e de várias empresas privadas que têm investido pesado nisso. Porém, um estudo mostrou que estabelecer uma colônia no planeta vermelho pode não ser tão simples como se pensa e apontou as maiores dificuldade para que se consiga isso.

A pesquisa conduzida por cientistas da Universidade do Colorado e da Universidade do Arizona, ambas nos Estados Unidos, foi recebida pela comunidade científica e pelos entusiastas da missão como um verdadeiro balde de água fria. E o problema principal está na terraformação, que consiste basicamente em tornar Marte habitável.

Os defensores da colonização de Marte afirmam que a terraformação do planeta seria facilitada pela alta quantidade de CO2 na atmosfera e até mesmo no solo marciano. Esse gás todo seria usado para provocar um efeito estufa, similar ao que acontece na Terra, mas no caso de Marte, o planeta ficaria em uma temperatura agradável. Além disso, as camadas de gelo derreteriam e haveria água disponível para uma pequena população.

Com o gelo marciano derretendo, a atmosfera também ficaria mais amigável e quem sabe até mesmo não precisaríamos de grandes redomas transparentes contendo ar terrestre, como vemos frequentemente na ficção e em imagens conceituais do futuro.

Só que não

O novo estudo mostrou que a atmosfera marciana não poderia ser manipulada de forma tão simples como pode parecer. Independente de qualquer alteração, ela possui apenas 0,6% da pressão atmosférica da Terra, o que já altera todos os cálculos. Além disso, apesar da alta concentração de CO2, cerca de 96%, essa quantidade ainda não é o suficiente para gerar um aquecimento global em Marte.

Veja também:   Como é viver na Antártida, onde a temperatura pode chegar a -60ºC

Mesmo que conseguíssemos de alguma forma liberar todo o CO2 marciano e derreter todo o gelo, a pressão atmosférica não iria passar de 7% da que temos na Terra, o que torna tudo inviável a não ser que novas tecnologias e alternativas surjam no futuro. Por enquanto, a colonização de Marte é bem mais complicada do que imaginávamos.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com