Atlântida japonesa? Conheça a ‘cidade’ submarina localizada nas ilhas

0

Todo mundo conhece muito bem a lenda da cidade submersa de Atlântida, mas poucos sabem que algo parecido com ela foi encontrado no Japão.

Em 1987, um mergulhador encontrou nas proximidades das ilhas Ryukyu, no sul do país, um conjunto de estruturas submersas que parecem ter sido construídas pelo homem, com pirâmides, escadas e platôs, mas os geólogos acreditam que seja obra da natureza.

Kihachiro Aratake tomou um susto quando observou, a cerca de 25 metros abaixo da superfície, o objeto que ficou conhecido como Monumento Yonaguni.

A Atlântida do Japão tem um tamanho considerável, de 50 metros por 20 de profundidade, e parece ser uma enorme pirâmide com degraus e outras estruturas com linhas e ângulos perfeitamente retos.

Estima-se que a idade da estrutura gire em torno dos 10 mil anos de idade, o que bateria com a data de existência de um povo chamado Jomon, que habitou o arquipélago japonês há cerca de 12 mil anos.

O problema é que não há evidências de que esse povo tenha construído estruturas tão complexas como a encontrada nas ilhas Ryukyu.

Os especialistas têm opiniões divididas, mas os geólogos acreditam, em sua maioria, que a construção seja obra da natureza.

Segundo eles, as camadas de sedimentos teriam se acumulado naturalmente e o formato seria o fruto da ação de vários fenômenos naturais, incluindo os terremotos, que são até hoje tão comuns naquela região do planeta.

O mito de Atlântida

O Monumento Yonaguni, apesar de guardar semelhanças, não tem nenhuma relação com o mito ocidental da cidade submarina de Atlântida.

A lenda tem origem na Grécia Antiga e é citada por filósofos gregos, como Platão. A cidade teria sido o lar de uma civilização tecnologicamente desenvolvida, mas acabou afundando sob as águas.

A localização exata de Atlântida nunca foi determinada, embora muitos ao longo da história tenham afirmado encontra-la.

O único dado fornecido pelos antigos gregos era de que a cidade ficava depois dos Pilares de Hércules, o que muitos entendem como sendo o estreito de Gibraltar, a entrada do Mar Mediterrâneo, que separa a Espanha do norte da África.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com