Como a Torre de Pisa sobreviveu a terremotos nos últimos 700 anos?

0

A Torre de Pisa é, sem sombra de dúvidas, um dos destinos turísticos mais populares do mundo, muito por conta de sua inclinação de cinco graus, que atrai curiosos de vários cantos da Terra. E cientistas acabam de revelar como que a estrutura continuou em pé mesmo após a região em que se encontra ser vítima de terremotos em séculos passados.

Primeiramente, é bom explicar como que a Torre de Pisa ficou torta. Tudo começou em 1173, ano em que sua construção teve início. E como você já pode imaginar, as coisas começaram a dar errado já nesse estágio, após o solo frágil em que se encontrava começar a ceder para um lado.

Ainda assim, a torre ainda continuou de pé e já tinha três andares, mas as obras só foram retomadas 99 anos mais tarde. Sem os mesmos conhecimentos dos dias de hoje, os engenheiros tiveram a ideia de terminar a torre deixando os andares restantes um pouco mais altos para o lado em que estava afundando, para passar a impressão de que a estrutura estivesse normal, mesmo estando torta.

Como o peso aumentou, o solo afundou ainda mais. Mas isso fez a Torre de Pisa se transformar em uma atração turística até os dias atuais. E uma obra feita no local recentemente eliminou qualquer chance de queda. Por conta disso, ela ficou fechada para visitação entre 1990 e 2011.

Voltando a falar da pesquisa em si, 16 engenheiros estudaram a torre para entender como que ela resistiu à quatro grandes terremotos que atingiram o local desde o ano de 1280. E o lado irônico dessa história é que o solo que causou o inclinamento da estrutura foi o responsável por salvá-la.

Veja também:   Projeção da consciência: o que sabemos das experiências fora do corpo

Tudo por conta de um fenômeno conhecido como interação dinâmica solo-estrutura. A altura e rigidez da Torre de Pisa, combinada com a maciez do solo em que se encontra, modificou as características vibracionais da construção. Desta forma, a estrutura não ressoa com os bruscos movimentos de terremotos e consegue se manter de pé.

Vale lembrar que um mísero movimento apenas moderado já seria o suficiente para fazer a torre desabar. Quem diria que, no fundo, os guias turísticos do local têm que agradecer ao solo que tombou a estrutura originalmente para não perder seu ganha pão.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com