Coreia do Norte pode estar testando mísseis com antraz, diz jornal

0

Se existe uma notícia que marcou o ano de 2017 foram os diversos testes com mísseis conduzidos pela Coreia do Norte. O mais recente, inclusive, assustou muita gente, pois ele seria capaz de alcançar diversas partes do mundo. E uma nova informação divulgada deverá aumentar ainda mais as preocupações a respeito do assunto: o país pode estar conduzindo testes com armas biológicas, em específico, com antraz.

De acordo com informações do jornal japonês Asahi, divulgadas nesta quarta-feira (20), uma pessoa, que não teve sua identidade revelada e tem ligações com a inteligência da Coreia do Sul, disse que os norte coreanos pensam na possibilidade de conduzir testes de mísseis com ogivas carregadas de bactérias antraz.

Ainda segundo a fonte do jornal Asahi, esses testes seriam conduzidos como forma de garantir que a bácteria consiga sobreviver às altas temperaturas que aparecem durante a reentrada de misséis na atmosfera terrestre.

E essa informação surge em um momento pouco oportuno, já que a Coreia do Sul está tentando amenizar suas relações com a China e seus vizinhos do norte antes da realização do Jogos Olímpicos de Inverno, que acontecerão na cidade sul coreana de Pyeongchang, no próximo mês de fevereiro.

Os recentes exercícios em conjunto do exército sul coreano com o exército americano são vistos como uma declaração de guerra, por parte dos norte coreanos. Tanto que o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, já sugeriu adiar esses novos treinamentos com os Estados Unidos por algum tempo.

Já os chineses estão furiosos com o sul coreanos por conta de um sistema anti-misséis americano que Seul está utilizando para se defender de um possível ataque do norte. A China afirma que o radar desse sistema pode observar seu território. Já a Coreia do Sul argumenta que ele é necessário para a defesa do país.

Soluções

A China já propôs uma solução para diminuir as inimizades entre a Coreia do Norte e Estados Unidos/Coreia do Sul: o norte interromperia seu programa nuclear e de testes de mísseis, desde que os Estados Unidos e o sul também coloquem um fim aos exercícios militares em conjunto.

Mas nem é preciso dizer que a ideia não foi bem aceita por Washington, que rejeitou a ideia; e também por Pyongyang, que mostrou pouco interesse em negociar.

O próprio Secretário de Defesa dos EUA, Rex Tillerson, disse que não estava ciente de qualquer mudança de planos na agenda de exercícios em conjunto com a Coreia do Sul. Além disso, essa seria uma estratégia dos americanos de avisar a Coreia do Norte que eles não devem fazer qualquer tipo de provocação durante os Jogos Olimpícos de Inverno.

Os Estados Unidos também estão tentando colocar novas sanções contra os norte coreanos na Conselho de Segurança da ONU para que abandonem seu programa de testes de mísseis.

Na última terça (19), os EUA tentaram levar uma nova resolução ao chineses para a aprovação de novas sanções, mas Pequim ainda não assinou o documento. Em contrapartida, ainda nervosos com os sul coreanos, a China resumiu algumas restrições feitas anteriormente contra turistas da Coreia do Sul.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com