Cratera na Bahia cresce 3 metros por semana e ninguém sabe o motivo

0

Uma cratera surgiu na ilha de Itaparica, na Bahia e não para de aumentar de tamanho. Uma empresa faz perfurações no solo da região e agora monitora o buraco, tentando entender se há relação entre a cratera e atividade na ilha. Poços de mais de 1 quilômetro de profundidade são frequentemente feitos na região.

A cratera fica em uma região de mata nativa, porém a cerca de 1 quilômetro  de uma área habitada. Segundo a última medição, o buraco já tinha quase 72 metros de comprimento por quase 30 de largura e mais de 45 de profundidade. Na última semana, aumentou 3 metros em comprimento, o que está assustando os moradores próximos.

A falha vem sendo monitorada pela empresa multinacional americana Dow Química, que explora a região cavando poços para coletar salmora, uma água salobra que é usada na fabricação de produtos químicos. A companhia já instalou sensores e utiliza drones com instrumentos de análise, na tentativa de encontrar uma razão para o surgimento do buraco e seu rápido aumento de tamanho.

Segundo os técnicos da Dow Química, o fenômeno é denominado vazio subterrâneo. Sendo assim, é esperado que a erosão continue crescendo até que o local se estabilize, o que deve acontecer quando o fundo da cratera atingir o mesmo tamanho da largura do buraco. A companhia afirma ainda que existe um poço de exploração próximo da cratera, mas que não é utilizado desde 1985.

Explicações

Segundo o geólogo Marcos Botelho, da Universidade Federal da Bahia, existem duas hipóteses para o que teria causado o surgimento do buraco, que foi descoberto há cerca de 20 dias. A primeira  e menos provável relaciona a cratera a um curso d’água subterrâneo, que teria desgastado o solo de forma contínua.

A segunda, que também é a mais provável, indica que já haveria uma falha no solo daquela região, como uma rachadura subterrânea. A perfuração de poços da empresa americana teria abalado a estrutura do solo já defeituoso e causado a abertura do buraco. “Isso não aconteceu de uma hora para outra, não foi de uma vez. A cratera se formou aos poucos e ninguém percebeu”, explica.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com