Descubra 6 comidas exóticas ao redor do mundo

0

Cada país possuí sua especiaria culinária que faze parte da sua cultura e seus costumes. Algumas são comidas exóticas e podem ser consideradas um tanto diferente ao paladar de pessoas de fora.

Separamos uma lista com 5 comidas exóticas que você encontra ao redor do mundo. Confira e veja se você teria coragem de encarar alguma delas:

1 – Sannakji – Coréia do Sul

sannakji

O sannakji, que também é chamado de sannakji hoe, é um prato cru pertencente à culinária coreana.

Trata-se de polvo cortado em pedaços. Até aí, nada de mais, mas o polvo é servido enquanto os tentáculos ainda estão se debatendo.

Os corajosos que encaram esse prato tem como alento um leve tempero de gergelim. O prato também pode ser servido com um polvo pequeno inteiro.

2 – Basashi – Japão

basashi

O Basashi nada mais é do que sashimi de carne de cavalo.

Este prato foi criado como uma opção ao sashimi tradicional de atum, já que o peixe possui restrições de pescas em determinadas épocas.

Para acompanhar o Basashi é preciso um molho bem forte de wasabi, gemgibre e cebolinha.

A carne de cavalo é altamente nutritiva, com elevado teor proteico, e possui níveis baixos de caloria.

E aí, você encararia ou ficaria no salmão mesmo?

3 – Tepa (Stinkheads) – Alasca

tepa-stinkheads

Mesmo quem gosta de comidas exóticas pode pensar duas vezes antes de consumir esta.

No Alasca as pessoas preparam este prato colocando cabeças e vísceras de salmão em barris de madeira com água, ou enterrando-as no chão. Isso é feito para elas apodrecerem e, no caso do barril, a água não é trocada.

Veja também:   Gilles de Rais: conheça o primeiro serial killer registrado na história

Após aproximadamente uma semana, as cabeças estão totalmente em decomposição para serem serem consumidas desfiadas ou inteiras com caldos quentes. Ervas também são usadas na preparação.

Devido aos casos de botulismo, intoxicação alimentar causada por bactérias, as autoridades sanitárias no Alasca fazem campanhas para acabar com o hábito, mas como o mesmo faz parte da cultura da região, torna-se difícil extinguir esse costume.

4 – Tong zi dan – China

tong-zi-dan

O Tong zi dan nada mais é do que ovos fervidos na urina de meninos virgens.

Todos os anos, no início da primavera a urina de meninos pré-puberes, de preferência menores de dez anos são coletadas para a preparação do prato.

Essa é uma iguaria bastante tradicional de Dongyang. Os chineses acreditam que o consumo dos ovos na urina melhora a circulação e revigora o corpo.

Em 2008, o Tong zi dan gahou o título de patrimônio cultural imaterial de Dongyang.

5 – Balut – Filipinas

balut

O Balut é composto de ovos de pato com embriões em estado avançado de desenvolvimento. O ovo é cozido normalmente e o embrião então é consumido.

O prato é considerado muito nutritivo pelo seu alto teor de proteínas. Um prato cheio para apreciadores de comidas exóticas!

6 – Hákarl – Islândia

hákarl

O Hákarl é um prato tradicional da Islândia e consiste em carne de tubarão podre.

A carne do tubarão, quando fresca, possui uma concentração elevada de ácido úrico, o que faz com que ele seja tóxico e tenha um cheiro forte de amoníaco, semelhante a produtos de limpeza.

Veja também:   Holocausto Brasileiro: conheça a história do terrível Hospital Colônia

O preparo do prato consiste no corte da carne do tubarão em pedaços e depois disso ela é enterrada com pedras para apodrecer em um período de 6 a 12 semanas.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com