Especialistas estão preocupados com a política ambiental do Brasil

0

A comunidade científica internacional está “profundamente preocupada” com a política ambiental do Brasil sob o controle do presidente Michel Temer, afirmou a presidente da Sociedade para a Restauração Ecológica, Bethanie Walder.

“Estamos profundamente preocupados neste momento, e eu sei que muitas pessoas do Brasil têm uma profunda preocupação neste momento, com a recuperação das proteções ambientais e proteção da Terra, especialmente na Amazônia”, disse a diretora executiva do grupo.

A advertência veio depois que mais de 1.000 cientistas ambientais de 65 países se encontraram em Foz de Iguaçu, no sul do Brasil, para o sétimo congresso internacional do SER.

A reunião coincidiu com o evento onde o governo de Temer foi forçado por um tribunal a suspender um decreto que abriria uma vasta reserva natural na Amazônia para mineração comercial, após um clamor popular.

O pesquisador americano disse que o Brasil corre o risco de desconsiderar as profundas e incalculáveis consequências da destruição de seus ecossistemas, particularmente a Amazônia.

“Este não é um problema que é exclusivo do Brasil, mas é uma tendência muito perturbadora, após muitos anos de avanço vendo o desmatamento no Amazônia diminuir, e agora estamos começando a vê-lo novamente. E agora temos um verdadeiro desafio, e podemos ter consequências sérias e não intencionais “, disse ela.

A declaração final do evento de quatro dias envolve trabalhos de restauração imediatos, mas avisa que “a restauração ecológica não será suficiente para reverter uma crise ambiental global se não pararmos com a destruição do nosso ecossistema”.

O SER pediu a criação de uma legislação adequada para esse fim, assegurando um papel ativo das comunidades indígenas na implementação de políticas ambientais.

“O Brasil estava em uma posição de liderança na América Latina, mas agora só vemos constrangimentos significativos na política ambiental”, disse Vera Lex Engel, presidente da Conferência Mundial sobre Restauração.

A pesquisadora brasileira questionou a crescente falta de meios para o monitoramento ambiental, no contexto de cortes orçamentários drásticos ordenados por Temer.

Phys



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com