Incêndios na Califórnia mostram o perigo do aquecimento global; veja imagens

0

Desde o dia 8 de novembro, o estado americano da Califórnia sofre com focos de incêndio de enormes proporções que estão causando imagens próximas de um verdadeiro apocalipse. O fogo já se igualou ao mais mortal da história do estado e pode piorar nos próximos dias com a chegada de ventos quentes e secos, conhecidos na região como ventos de Santa Ana. Muitas pessoas, incluindo famosos residentes na área, perderam suas casas ou tiveram que evacuá-las.

São três os maiores focos de incêndio no estado, sendo os dois mais próximos um do outro denominados Hill Fire e Woolsey Fire, localizados próximos a localidades como Los Angeles e Malibu. Um terceiro foco ao norte, chamado de Camp Fire, fica localizado ao norte de Sacramento, capital do estado. Ao todo, os três focos já fizeram 31 vítimas, igualando-se a um incêndio ocorrido na região em 1933, apesar dos esforços do corpo de bombeiros.

Os incêndios já afetaram pessoas famosas como o ator Gerard Butler, que teve sua casa totalmente consumida pelas chamas. Outros nomes conhecidos que precisaram abandonar seus lares incluem Kim Kardashian, Lady Gaga, Guillermo Del Toro, entre muitos outros.

A queima de área florestal na região faz com que a situação tenda a piorar nos próximos anos, colaborando para o aquecimento global. As imagens dos incêndios nos levam a pensar que um futuro bastante difícil nos espera caso medidas urgentes não sejam tomadas em vários lugares do mundo. Confira algumas imagens dos incêndios na Califórnia:

Autoridades

As autoridades locais seguem apoiando o corpo de bombeiros do estado da Califórnia. No entanto, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem sido repreendido por críticas feitas ao que ele chama de má gestão florestal, além de ameaçar parar o envio de recursos para a administração dessas áreas por parte do governo estadual.

Veja também:   Morcegos vampiros estão consumindo sangue humano no Brasil; entenda

O governador da Califórnia, Jerry Brown, pediu ao presidente que declare a região afetada como área de desastre, para que mais recursos e ajuda consiga chegar com mais facilidade ao local. As autoridades também temem por uma piora da situação com a chegada dos chamados ventos de Santa Ana, correntes de ar seco e quente comuns na região, que devem se intensificar nos próximos dias e podem ajudar a espalhar as chamas.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com