Manaus: 11 aviões estão abandonados há cerca de 17 anos em aeroporto

0

A pista do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, se tornou uma espécie de estacionamento para aviões abandonados há cerca de 17 anos, conforme afirma a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Os modelos dos aviões que foram abandonados são os Boeing 707-300 e 737-200, DC-8 F, Learjet 35, Cessna 210, AR-42 e Citation-J2. É possível ver as embarcações deterioradas pelo tempo mesmo que do lado de fora do aeroporto.

A Infraero afirma que as aeronaves foram deixadas para trás após a falência das companhias aéreas, seja por causas acidentais ou por falta de certificado que permite a empresa a aero navegabilidade.

As aeronaves de grande e médio porte seriam tanto para transporte humanos como somente para trabalhos de cargas, como é o caso do DC-8 – que deixou de operar em maio de 2004 e possui peças desmontadas no chão, como por exemplo a sua turbina.

Além disso, a empresa afirma que as aeronaves estão em uma área que evita interferência nas operações regulares do aeroporto.

No entanto, esse cemitério de aviões ocupa áreas nobres que poderiam estar sendo destinadas à expansão do aeroporto internacional, representando um grande prejuízo a empresa responsável pelo local.

Existem taxas?

Segundo entrevista ao G1, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que o operador aeroportuário é o responsável pela notificação ao proprietário do avião para a retirada e pagamento de eventuais taxas de estacionamento.

Se caso houver dificuldades no contato com o individuo responsável, o administrador deverá recorrer à Justiça.

Além disso, as aeronaves poderão ser leiloadas por determinação judicial ou serão direcionadas para lugares que aceitam o bem como sucata.



Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com