Nova missão da Nasa em Marte terá ‘7 minutos de terror’; entenda

0

Em julho de 2020, foi lançada a missão Mars Rovers Perseverance, nova empreitada da Nasa em Marte. E ela não será nada tranquila, muito pelo contrário.

Considerada uma das missões mais complexas já colocadas em prática pela agência espacial americana, a Perseverance deve ter um momento que está sendo chamado de “7 minutos de terror” pelos especialistas responsáveis.

A nova sonda robô foi lançada em 30 de julho e ainda está a caminho do planeta vermelho. Ela deve chegar em Marte no próximo dia 18 de fevereiro de 2021 e é exatamente nesse momento que a diversão começa.

É claro que a “diversão” aqui se trata de uma ironia, já que os cientistas estão bem ansiosos com a chegada da Perseverance ao planeta.

O robô vai enfrentar cerca de mil graus ao entrar na atmosfera marciana, onde deve contar com o auxílio de um paraquedas para diminuir sua velocidade.

Foguetes auxiliares, em conjunto com o paraquedas, vão pousar o Perseverance na cratera Jazero, em um processo que deve levar em torno de 7 minutos. No entanto, serão 7 minutos de escuridão total.

Esse é o tempo que um sinal de rádio leva para sair da Terra e chegar até Marte.

Logo, o robô terá que fazer todo esse processo de descida por conta própria, sem o controle da base em Houston, já que seria inviável por questão de tempo. É daí que vem a grande tensão dos engenheiros sobre a Perseverance.

A importância da missão

Mais bem equipada e com mais câmeras do que a Curiosity, que já está em Marte, a Perseverance tem pelo menos dois objetivos principais.

O primeiro deles é colocar em funcionamento o Ingenuity, um pequeno helicóptero drone que é carregado pelo robô e deve se tornar o primeiro objeto a voar na superfície marciana.

Já o segundo, e principal, é procurar por indícios de vida no planeta vermelho. A cratera Jazero, onde a Perseverance fará seu pouso, foi um grande oásis há cerca de 4 bilhões de anos.

Ali encontrava-se o delta de um grande rio e a sonda coletará pedaços do solo do local para análise. O material deve vir para a Terra em 2026.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com