Quais são as chances de você pegar os germes de um banheiro público?

0

Todos nós já passamos por essa situação, considerada desagradável por muitos, na vida: ter de ir a um banheiro público fazer nossas necessidades. No entanto, sempre ficamos com medo de pegar os germes do local, que podem resultar em algum problema de saúde. Mas será que realmente precisamos nos preocupar com essa questão?

Sim, sabemos que as fezes humanas podem carregar diversos patógenos transmissíveis, como a bactéria E.coli, bem como diversos tipos de vírus, como o rotavírus. Mas no fundo, lembre-se que vivemos em um mundo cercado de germes e micróbios, que entram em contato conosco, de uma forma ou de outra.

O risco sempre existe, mas será que realmente podemos pegar uma infecção mais séria em um banheiro público? Entenda abaixo.

Urinando em público

Primeiramente, é importante ressaltar que a maior parte dos doenças intestinais envolvem contato das mãos, que podem tocar em alimentos e superfícies contaminadas, com a boca. Assim, pegar uma infecção pelo simples fato de você se sentar no vaso sanitário é bem improvável.

Além disso, nossa pele também possui uma pequena camada de bactérias e fungos que nos protegem de patógenos. Isso sem contar o nosso sistema imune.

Assim, não existe a necessidade de você apenas agachar sem se sentar no vaso para evitar o contato com germes e bactérias. Inclusive, no caso de mulheres, essa posição é péssima para urinar, pois prejudica o fluxo da urina pela tensão dos músculos e não esvazia a bexiga de maneira apropriada, de acordo com a médica Brianne Grogan.

Veja também:   Tem medo de palhaço? A ciência explica o que está por trás da famosa fobia

A maçaneta do banheiro

Se você ainda tem algum receio, muitos especialistas recomendam que você carregue lenços umedecidos e limpe o assento antes de utilizá-lo ou utilize algum tipo de protetor. Mas no fundo, essa acaba não sendo a grande preocupação de muitas pessoas, pois germes e bactérias vão embora com o apertar da descarga.

Sabemos que muita gente tem o péssimo hábito de não lavar as mãos depois de ir ao banheiro, o que pode acabar infectando a maçaneta da porta dos banheiros.

Assim, a melhor alternativa, segundo especialistas, é utilizar o próprio braço, a roupa ou um pedaço de papel para abrir a porta.

E sempre lave as mãos

No fundo, a melhor forma de se proteger de germes e bactérias provenientes do banheiro é lavar as mãos, e de forma correta.

O recomendado por muito especialistas é lavar as mãos e os dedos com sabão de 20 a 30 segundos, incluindo a parte de baixo de suas unhas. É justamente a fricção causada pelo esfregar que elimina os germes e bactérias.

Ainda assim, pias e torneiras, dispensers de sabonete e papel e secadores de mãos de banheiros públicos também podem estar contaminados de alguma forma. O ideal é que após você lavar as mãos, deixe a torneira aberta e pegue um papel limpo para fechá-la. Ou no caso de um secador que possui botão para funcionar, o ideal é pressioná-lo com o cotovelo.

Mas se levarmos em conta um estudo recente, que afirmou que celulares chegam a ser quase dez vezes mais sujos que um assento de vaso sanitário, talvez seja melhor começarmos a nos preocupar com a limpeza de nossos aparelhos.

Veja também:   Por que os ouvidos doem em viagens de avião - e como amenizar isso



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com