Trabalhar demais está matando mais pessoas do que pensamos, diz estudo

0

No mundo atual, não é nada raro ouvir alguém reclamando de cansaço por trabalhar demais. O problema é que isso pode acabar sendo letal, até mais do que se imaginava, sendo um novo estudo sobre o tema.

Mais do que stress, depressão, síndrome de burnout e outras ocorrências, o trabalho excessivo tem, literalmente, tirado a vida de profissionais de diversas áreas.

De acordo com o estudo conduzido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de pessoas que trabalhava em um regime de 55 horas por semana em 2016 e acabou morrendo por AVC ou problemas cardíacos, aumentou em 29% em relação aos anos 2000. Ao todo, foram cerca de 745 mil pessoas em todo o mundo nessas condições.

Os riscos de morte por um desses problemas para pessoas que trabalham 55 (ou mais) horas por semana são 35% maiores do que para trabalhadores que seguem um regime entre 35 e 40 horas por semana.

É muito fácil enxergar nesses dados a diferença na qualidade de vida sendo ligada diretamente à quantidade de horas trabalhadas por semana, sem pensar na remuneração.

Maria Neira, diretora do departamento de meio ambiente, mudanças climáticas e saúde da OMS, fez um apelo aos governos e grandes empresas para que esse cenário seja mudado o mais rápido possível.

“Trabalhar 55 horas ou mais por semana é um sério risco à saúde. É hora de todos nós, governos, empregadores e empregados, despertarmos para o fato de que longas horas de trabalho podem levar a uma morte prematura”, disse.

O impacto da pandemia

O estudo da OMS levou em conta 194 países. Embora haja diferenças nas jornadas de trabalho em cada uma das nações, os dados mostram que as longas jornadas são perigosas em todos os lugares, com destaque para o sudeste da Ásia. Ao todo, 8,9% da população mundial trabalha por mais de 55 horas semanais.

Embora os dados sejam de 2016, os especialistas da OMS não acreditam que a situação tenha melhorado, pelo contrário.

A pandemia de Covid-19 pode ter tornado a situação ainda mais complicada, com um número maior de desempregados, e também com mais pessoas sofrendo problemas de saúde por trabalhar demais.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com