10 coincidências bizarras que marcaram a morte de algumas celebridades

0

A ideia de que datas, cenas de filmes e diversos outros eventos podem jogar uma maldição responsável pela morte de pessoas parece um pouco boba. Mas certas circunstâncias são tão semelhantes que colocam fogo em nossa imaginação, e nos fazem imaginar se existe algo que realmente manipula esses eventos.

Confira abaixo 10 coincidências bizarras que marcaram a morte de algumas celebridades:

1) Chris Cornell e Ian Curtis

6460028335_38b89254d8_z

Chris Cornell nos deixou recentemente, e por incrível que pareça, sua morte tem muitas semelhanças com a de Ian Curtis, vocalista do Joy Division.

Em um primeiro momento, não parece que existem semelhanças entre os dois. Cornell ficou conhecido por seus trabalhos com riffs e solos de guitarra elaborados, enquanto que Curtis era o líder de uma banda que prezava por um rock minimalista, pragmático e preciso. Cornell já tinha uma carreira de renome com duas bandas de sucesso e morreu aos 52 anos; já Curtis estava prestes a fazer seu primeiro tour nos Estados Unidos quando faleceu, com apenas 23 anos.

Mas ainda é macabro lembrar que os dois se suicidaram na noite do mesmo dia, com 37 anos de diferença. O Joy Division era um reflexo da agonia existencial de Curtis, enquanto que alguns trabalhos de Cornell possuíam um tom similar. Os dois cantores lutavam contra mudanças repentinas de humor e depressão.

  Quais seriam as consequências do impacto do asteroide 2012 TC4 na Terra?

2) Kurt Cobain e Layne Staley

5462418981_62a5edc8fb_z

Se você sabe que é um deles, certamente sabe quem é o outro. Kurt Cobain era vocalista do Nirvana, e Layne Staley do Alice in Chains, duas bandas que lideraram o movimento grunge. Os dois eram ícones dos anos 90, eram amigos e tinham coisas em comum, como o uso de heroína. E tiraram suas vidas no mesmo dia, com oito anos de diferença. Cobain se suicidou após dar um tiro em si mesmo, enquanto que Staley morreu após uma overdose de um coquetel de drogas que também matou John Belushi e Chris Farley.

3) O clube dos 27

9198978893_1ac2d2f1f5_z

O conceito do clube dos 27 é relativamente novo, e tem relação com músicos de sucesso, que falecem aos 27 anos de idade. Ele surgiu após a morte de Kurt Cobain, que tirou sua vida aos 27 anos, e voltou à boca do povo após a morte de Amy Winehouse, que também aconteceu aos 27 anos.

Mas o que ajudou o conceito a ganhar força foram as mortes de Jim Morrison (vocalista do The Doors), Janis Joplin e Jimi Hendrix, que aconteceram em um intervalo de apenas 10 meses, sendo que os três se conheciam e também tinham 27 anos de idade quando faleceram. Se colocarmos nessa conta que Brian Jones, ex-guitarrista dos Rolling Stones, morreu um pouco antes deles, também aos 27 anos de idade, temos um enredo que lembra a série de filmes Premonição.

  Após sair de um coma, adolescente acorda falando espanhol fluentemente

4) Sonny Bono e Michael Kennedy

Na primeira semana de 1998, o cantor, que se tornou político, Sonny Bono e Michael Kennedy, sobrinho de John Kennedy, morreram com apenas cinco dias de diferença, após se chocarem contra uma árvore enquanto esquiavam. Eles eram conhecidos por serem fãs do esporte e ótimos esquiadores, e nenhum deles estava sobre a influência de drogas e álcool, apesar de Kennedy estar participando de um jogo de “futebol americano em esquis”.

Se já não bastassem todas as tragédias que cercam a família Kennedy, seus membros precisam tomar cuidados até mesmo durante um simples jogo de futebol americano.

5) A maldição Poltergeist

3755953353_f3567716fa_z

Essa é assustadora, até para quem não acredita em maldições. Ela tem relação com a série de filmes Poltergeist, criada por Steven Spielberg, e que teve um total de 3 títulos .

O que é aterrorizante nessa história é que nos seis anos de intervalo entre o primeiro e terceiro filmes, quatro atores principais de série faleceram. Isso sem contar todas as coisas estranhas e bizarras que aconteceram no set de filmagem.

Sim, é verdade que os atores Will Sampson e Julian Beck já tinham 53 e 60 anos, respectivamente, mas eles não estavam tão velhos. Só que a suposta maldição também levou a óbito Dominique Dunne, que faleceu aos 22 anos após ser estrangulada pelo namorado abusivo; e Heather O’Rourke, que morreu com apenas 12 anos, após sofrer um ataque cardíaco por complicações de sepse.

  5 casos que assombraram e intrigaram o Brasil

6) Brittany Murphy e Simon Monjack

A atriz Brittany Murphy faleceu após chegar ao hospital com uma pneumonia combinada com anemia, enquanto estava na casa que morava com seu marido, Simon Monjack. Seis meses depois, na mesma residência, Monjack também morreu após uma pneumonia combinada com anemia. Ela tinha 32 anos, e ele, 40, idades relativamente jovens para alguém morrer por causas naturais.

Diversas causas alternativas de suas mortes foram exploradas por suas famílias, que vão desde um fungo tóxico a envenenamento por metais pesados. Mas até que um Doutor House da vida real decida investigar o caso, continuará sendo uma coincidência macabra e bizarra.

7) Thomas Jefferson, John Adams e James Monroe

Retrato de Thomas Jefferson
Retrato de Thomas Jefferson

Eles podem não ser celebridades dos dias atuais, mas vale a menção. Thomas Jefferson, John Adams e James Monroe fazem parte da lista dos primeiros presidentes dos Estados Unidos, e todos estavam envolvidos com a independência do país, que aconteceu em quatro de julho.

A grande coincidência aqui é que os três também morreram em quatro de julho. Jefferson e Adams em 1826, com apenas algumas horas de diferença, enquanto que Monroe faleceu em 1831. A lista poderia incluir um quarto presidente: James Madison. Ele já estava prestes a morrer no final de junho, e seus médicos lhe ofereceram remédios que o poderiam deixar vivo até quatro de julho. Só que Madison recusou, e faleceu em 28 de junho de 1836.

  Mais de 60% dos brasileiros não praticam atividade física, aponta IBGE

8) Bruce Lee e Brandon Lee

54553733_bec6a24f5f_o

Muito se fala a respeito da “maldição da família Lee”. Em especial, as circunstâncias da morte de Bruce Lee e seu filho, Brandon Lee.

Bruce Lee completou partes da filmagem de Jogo da Morte quando morreu, após sofrer um aneurisma cerebral, em 1973. Cinco anos após sua morte, o filme foi concluído, utilizando parte do material original, mas com uma história completamente distinta. O longa chegou até mesmo a utilizar cenas do funeral de Bruce, o que deixou seus fãs enfurecidos.

Em uma das cenas, o personagem de Bruce está no set de filmagem de um filme, prestes a atacar uma gangue de atores que estão atirando nele. Só que um deles era um assassino, que atirou no personagem do ator com uma bala verdadeira, ao invés de uma falsa.

20 anos depois, seu filho, Brandon Lee, morreria em circunstâncias quase idênticas. Brandon morreu enquanto filmava O Corvo, após levar um tiro acidental de uma bala verdadeira, ao invés de uma falsa.

9) Coadjuvantes dos filmes de Billy Bob Thornton

O ator Billy Bob Thornton
O ator Billy Bob Thornton

Após o ator Bernie Mac falecer, ficou um pouco claro que atores que trabalham ao lado de Billy Bob Thornton costumam encontrar a morte mais cedo do que esperavam. Heath Ledger, J.T. Walsh, John Ritter, Jim Verney e Patrick Swayne são alguns dos nomes que faleceram pouco tempo após serem os coadjuvantes de filmes estrelados por Thornton.

  7 florestas mal assombradas ao redor do mundo

Os únicos que parecem imunes a essa “maldição” são Morgan Freeman (que realmente deve ser Deus) e Shia LaBeouf, apesar de que LaBeouf não estar vivendo grande fase na carreira. Talvez seja melhor para Thornton trabalhar apenas com monólogos.

10) A maldição do Superman

17122444146_6bd55d3ee3_z

Por fim, a maldição do Superman é outra bem famosa em Hollywood. Quatro atores que já interpretaram o herói (até mesmo Lee Quigley, que o interpretou apenas como bebê) tiveram finais infelizes.

As duas vítimas mais famosas dessa maldição são George Reeves e Christopher Reeve, que não possuem nenhum parentesco, apesar do sobrenome quase idêntico. Além de Lee Quigley, que morreu com apenas 14 anos após inalar solventes, Bud Collyer, que foi o dublador do herói em diversas animações e séries de rádio, faleceu por conta de uma rara doença circulatória, aos 61 anos.

Fonte: Grunge

 

 

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com