10 Livros Religiosos Pouco Conhecidos

0

Embora os textos sagrados sejam uma parte fundamental para a vida religiosa, a maioria das pessoas só ouviram falar das mais conhecidas. No entanto, os arqueólogos e estudiosos descobriram alguns textos religiosos obscuros, parecido com aqueles que você vê em alguma série, e também, bem interessantes, alguns desses textos sagrados são de épocas antigas e pós-modernas.

O livro sagrado
O livro sagrado
Liber Linteus

Apesar de não ser usados por quaisquer religiões existentes, o Liber Linteus é um texto importante para os estudos de religiões antigas. Descoberto no século 19, é o texto mais antigo do povo etrusco e o único livro de linho que os arqueólogos encontraram. Desde que a língua etrusca é ainda mal compreendida, estudo Liber Linteus é um processo contínuo.

Um explorador croata tinha descoberto uma múmia egípcia enterrada com o livro. Mais pesquisadores da área revelaram que o texto é de língua etrusca, e foi o primeiro mistério que confundiu os grandes estudiosos. Por que uma múmia egípcia tem um livro etrusco? Além dos pesquisadores acharem o livro eles também tiveram a dificuldade de decifrar.

Ao longo do tempo, A nossa compreensão da língua etrusca melhorou e muito, bom… não muito. Investigadores decifraram apenas algumas frases do Livro. Ele fala sobre vários rituais religiosos, revelando como executá-los.
Com esse conhecimento, os antropólogos acreditam agora que o Liber Linteus tem importância religiosa. Claro, quando ele for completamente traduzido, e pode nos dar uma visão diferente das religiões mais conhecidas pelo mundo.

Linteus Liber, Quase indecifrável
Linteus Liber, Quase indecifrável
As escritas de Franklin Albert Jones

Franklin Albert Jones foi um suposto místico que formou uma religião em torno de seus ensinamentos na década de 70. Em sua juventude, Jones praticou uma série de religiões, incluindo o Cristianismo e Cientologia. Eventualmente, para alcançar sua própria iluminação espiritual teve que mudar seu nome para Adi Da. Em 1972, ele publicou um livro chamado “The Knee Of Listening” que começou a chamar atenção, e até mesmo conquistar alguns seguidores.

  Coreia do Norte volta a ameaçar Estados Unidos: "guerra muito próxima"

Durante o tempo que ele despertou sua religião, Adi Da escreveu praticamente tudo sobre a sua doutrina, e chegou a fundar sua própria empresa para imprimir seus livros. Sua religião, Adidam, incluiu uma variedade de crenças que combinaram com o misticismo da Nova Era e com ideias de várias outras religiões orientais.

Para seus seguidores, o livro se tornou um texto sagrado que podia guiar as suas vidas. Através dos livros, seus seguidores aprenderam os sete passos para a iluminação e domínio espiritual. Mesmo as pessoas que não acreditavam especificamente na religião de Adi Da, elogiaram as obras dele.

Na década de 1980, Adidam recebeu má publicidade com supostas acusações de agressão sexual e lavagem cerebral. Forçando Adi Da a fugir para um esconderijo na década de 2000, passaram-se alguns anos e Adi Da faleceu após ter um ataque cardíaco. E até hoje seus livros são vendidos e são sagrados para seus seguidores remanescentes.

Seus seguidores acreditavam que esse modo de pensar poderia guiar suas vidas.
Seus seguidores acreditavam que esse modo de pensar poderia guiar suas vidas.
Principia Discordia

O Discordianism é uma religião de 50 anos de idade que tem como retrato Eris, a deusa grega da discórdia. Supostamente, Eris apareceu para os fundadores de Greg Hill e Kerry Wendell Thornley na forma de um macaco e disse-lhes para começar uma religião em inspiração a ela.

O sistema de crença Discordiano evoluiu com variados tipos de temas de filosofia pós-moderna, religiões orientais e os movimentos de contracultura. Hill e Thornley então começaram a escrever um livro para a sua própria religião e a chamaram de Principia Discordia.

O seu sistema de crença é o Pentarroto, para entrar oficialmente para essa religião você deve obedecer cinco regras para adorar Eris. Antes do Principia Discordia, existiam outras doutrinas, como a divisão entre ordem e caos. Bem recebido pelos crentes e por pessoas de fora, o Principia Discordia tornou-se um texto bem popular.

No entanto, os filósofos têm opiniões diferentes sobre essa religião. A maioria das pessoas de fora acreditam que é apenas uma religião paródia, mas há pessoas que veem o Discordianism como uma filosofia e um modo de vida. Há mesmo algumas pessoas que acreditam que a religião venera Eris como um ícone religioso.

O livro Principia Discordia é vendido até hoje
O livro Principia Discordia é vendido até hoje
The Charge of the Goddess

  9 pessoas reais que inspiraram monstros de Halloween

Um dos textos fundamentais da religião Wicca é “The Charge of the Goddess”. Este livro é geralmente usado durante cerimônias Wicca, quando a sacerdotisa está representando a deusa Wicca. Durante as cerimônias, as sacerdotisas vão recitando alguns versos do livro, oferecendo afirmações e orientações aos praticantes da Wicca. O livro também fala sobre os aspectos fundamentais da religião Wicca.

A tarefa da Deusa é difícil porque as suas tramas são encontradas em uma variedade de textos Wicca. Em 1940, Gerald Gardner publicou uma versão do livro que chamou a atenção de muitos seguidores. A versão de Gardner baseou-se fortemente em declarações semelhantes a escritas de um livro de magia durante o final do século 19.

Esses fatores anteriores foram provavelmente influenciados por ideias semelhantes na Maçonaria. No entanto, a versão de Gardner é diferente porque é abreviado e usado como uma versão teológica.

Embora ninguém saiba exatamente quando a versão Goddess originou-se, atualmente é um aspecto fundamental da religião Wicca que é usado pela maioria dos Covens. O poeta Doreen Valiente modificou o diálogo do texto com alguns versículos, o que deixou mais fácil para os seguidores usarem sem fazer mudanças significativas na versão Gardner.

Esse livro pode ter ligação com a maçonaria
Esse livro pode ter ligação com a maçonaria
Yazidi O Livro Negro

Os Yazidis é nada mais nada menos que um grupo religioso que se encontra no Oriente Médio. Essa religião é mais conhecida no Iraque. Durante anos, os Yazidis têm sofrido perseguições do governo islâmico, pois sua religião grande parte das vezes é vista como adoração ao Diabo.

A religião Yazidi não é tão conhecida e também tem alguns problemas quando se trata de textos religiosos. Os Seguidores Yazidi veneram dois livros, o livro Negro e o livro do Apocalipse.

  Maneiras bizarras que União Soviética utilizava para controlar seu povo

O Livro Negro é como uma codificação da religião que descreve a língua iáziges. A primeira parte do livro conta a criação Yazidi, que começa com a aparição de uma Pérola branca e o Anjo Pavão Tawsi Melek.

Depois disso, o livro parece semelhante as religiões islâmicas de antigamente, mas discorda em uma das discussões dos antigos reis iáziges. Ao longo do livro, os Yazidis aprendem as práticas religiosas, como as cinco orações diárias, e também aprendem formas de evitar os pecados na terra.

Ainda hoje, a maioria dos muçulmanos não confiam nos Yazidis. Embora algumas práticas religiosas encontradas no Livro Negro são semelhantes às do Islã, o livro também descreve um sistema variado e detalhado e inclui doutrinas como a reencarnação. Assim, a religião Yazidi é considerada uma mistura de crenças islâmicas e pré-islâmicas.

Templos de Yazidi
Templos de Yazidi
O Santo Piby

O Santo Piby é um dos textos que originou o Rastafarianism. No entanto, não é bem conhecido, porque ele foi escrito antes Rastafarianism e se tornou uma religião coesa. Em vez disso, o Santo Piby é um texto Proto-Rastafari, apresentando ideias religiosas que foram a chave para a formação posterior do Rastafarianism. Até que outras obras sacras surgiram a partir da religião, o Santo Piby foi o principal livro sagrado.

Os etíopes foram como o povo escolhido de Deus. O autor Robert Athlyi Rogers pregou a autodeterminação para os africanos, que foi como um ponto de venda para as comunidades africanas no início do século 20. Ao escrever o texto, Rogers destina-se a usá-lo para sua própria religião Africana. No entanto, a popularidade do livro se espalhou e se tornou a base para o Rastafarianism.

Um dos aspectos mais ricos do Santo Piby é a nomeação do líder político jamaicano Marcus Garvey como um dos apóstolos de Deus. O texto também levou futuros rastafáris a acreditar que o Imperador Haile Selassie da Etiópia foi como a chegada de Jesus Cristo. Com o tempo, alguns trechos foram ofuscados do livro, mas ainda continua sendo um importante texto sagrado na história.

O começo do Rastafári
O começo do Rastafári
Odu Ifa

  Terroristas do Estado Islâmico ameaçam atacar o Brasil

Odu Ifa é um sistema de adivinhação nas religiões tradicionais africanas que surgiu como uma teologia religiosa independente. Praticantes da religião Ifa vivem principalmente na África, nas Ilhas do Caribe, e em algumas partes das Américas.

A história diz que Deus deu um sistema de comunicação a um de seus orixás, que é uma revelação de Deus na teologia iorubá tradicional. Uma pessoa usando o Odu Ifa tenta determinar os acontecimentos do futuro. Há 16 situações de vida essenciais que são divididas em 16 variações, criando 256 resultados possíveis para qualquer evento futuro.

Um praticante de Ifa usa um tabuleiro especial de adivinhação para descobrir qual dos 256 resultados a pessoa vai explorar. Cada um desses resultados corresponde a um verso no livro Odu Ifa que dá um conhecimento específico para pessoa saber o seu futuro.

Tabuleiro do futuro
Tabuleiro do futuro
Amritbani Guru Ravidass Ji

A religião Ravidassia segue os ensinamentos desde o século 14, com o Guru indiano Ravidass, mas apenas tornou-se um sistema de crença na metade do século 20. Desde então, a comunidade Ravidassia tem estado em conflito com os Sikhs, principalmente devido as diferenças teológicas.

O Amritbani Guru Ravidass Ji é principalmente composto por hinos que pregam a teologia de Ravidass. Os principais temas são a unidade do espírito humano com Deus e com a esperança para alcançar moksha (libertação do sofrimento). Os ensinamentos têm também um aspecto social que ajuda as pessoas a lidar com a injustiça social.

No início de 2016, há quase um milhão de seguidores de Ravidass. A publicação de um livro sagrado tem ajudado os seguidores da religião a espalhar seus ensinamentos em todo o mundo.

A religião tem quase 1 milhão de seguidores
A religião tem quase 1 milhão de seguidores
O Evangelho do Profeta Mani

No terceiro século, o mundo ocidental religioso experimentou uma luta entre o cristianismo e o paganismo. Mas os livros de história tendem a ignorar o maniqueísmo, uma terceira possibilidade neste conflito religioso.

  Via Láctea: como a nossa galáxia ganhou esse nome?

Mani, um profeta supostamente enviado por Deus, começou esta religião. Embora grande parte das informações sobre essa religião tem sido perdida durante a história, Arqueólogos descobriram o Evangelho do Profeta Mani, que foi o texto religioso usado por seus seguidores.

Mani via o mundo com apenas dois lugares para se viver, a escuridão e a luz.
A partir de descobertas arqueológicas, é evidente que os seguidores usavam o Evangelho do Profeta Mani em contextos litúrgicos. Eles consideraram que Mani era a palavra direta de Deus, Apesar de Mani nunca ter declarado ser uma divindade em seu livro.

O Maniqueísmo tornou-se uma das religiões gnósticas mais influentes, e espalhando-se por toda a China e partes do Império Romano. Como o cristianismo começou a dominar o mundo ocidental, os maniqueístas gradualmente morreram, terminando por volta de 1000 anos antes de cristo.

O Evangelho do Profeta Mani
O Evangelho do Profeta Mani
Codex Borgia

Hoje, o conhecimento comum das religiões pré-colombianas da América é geralmente limitado a ideias como sacrifício humano e os rumores sobre o fim do mundo em 2012. No entanto, os estudiosos estão começando a aprender mais sobre religiões interessantes que foram praticadas no continente americano. Um texto interessante neste estudo é o Codex Borgia, um manuscrito religioso mesoamericano descoberto durante a conquista espanhola das Américas.

Devido à dificuldade de decifrar partes do codex, há um debate em um curso sobre a origem do Codex Borgia e até alguns manuscritos semelhantes. Tudo o que sabemos é que eles são mesoamericanos e detalhados de uma variedade de calendários e observações religiosas para seus seguidores.

Grande parte do Codex trabalha em astronomia e na adivinhação da vontade de Deus olhando nas estrelas. No entanto, ele também detalha muitos aspectos da vida religiosa, incluindo vários festivais.

Curiosamente, o Codex fornece dicas para ver os sinais dos deuses na vida cotidiana. E à semelhança de outros textos religiosos antigos, até hoje os estudiosos estão tentando entender mais plenamente o Codex Borgia.

Códice Borgia, até hoje não conseguiram decifra-lo totalmente
Códice Borgia, até hoje não conseguiram decifra-lo totalmente

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com