Donald Trump assina lei para Nasa enviar humanos a Marte até 2033

0

Se já não bastasse começar seu mandato com baixos níveis de popularidade, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ainda foi forçado a cortar o orçamento de algumas agências federais. Mas esse não é o caso da Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos. Trump assinou no início desta semana uma lei que prevê o início de missões tripuladas para Marte a partir da década de 2030.

A lei possui o longo nome de Ato de Autorização de Transição da Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço de 2017. Ela prevê uma ajuda no orçamento da Nasa, para que ela consiga enviar missões tripuladas ao planeta vermelho até 2033.

Vale lembrar que o ex-presidente Barack Obama também teve a ideia, ainda que um pouco vaga, de enviar missões tripuladas para Marte durante seu mandato, e também estipulou o prazo de 2030 para que isso acontecesse.

Primeiro teste na Lua

donald trump marte nasa
(Foto: Getty Images)

A lei irá ajudar a financiar o desenvolvimento da Orion, uma cápsula espacial que tem como objetivo levar humanos a lugares do espaço que jamais foram visitados por nós. Ela estará no topo do Sistema de Lançamento Espacial (SLS, na sigla em inglês), um foguete que já descrito pela Nasa como o mais poderoso já construído.

A primeira ideia da Nasa é fazer um teste na Orion com uma pequena missão até a órbita da Lua. Em suma, ela funcionará da seguinte maneira: A Orion, ainda acoplada ao foguete de lançamento, orbitará a Terra duas vezes para ganhar velocidade e ser lançada para a Lua (e nesse momento, ela será desacoplada do foguete). Ela dará uma volta no nosso satélite, e aproveitará sua atração gravitacional para retornar ao planeta, como uma espécie de estilingue.

  Nossa realidade poderia ser o sonho de alguém ou a Matrix? Poderia!
Orion fará pequena missão até a órbita da Lua (Foto: Nasa)
Orion fará pequena missão até a órbita da Lua (Foto: Nasa)

Ainda é muito cedo para saber se a missão para Marte acontecerá da mesma forma. Muitos estudos e financiamentos devem ser feitos para isso. Vale lembrar que a Lua está a 384.400 km da Terra, enquanto que Marte está distante 225 milhões de quilômetros do nosso planeta.

Projetos dentro do planeta cancelados

donald trump

Enquanto que o governo americano planeja bancar missões no espaço, parece que o mesmo não irá acontecer com a Terra em si. Recentemente, foram cancelados quatro projetos que a Nasa planejava fazer dentro de nosso próprio planeta.

Todos eles eram voltados para o estudo das mudanças climáticas dentro da Terra. Como, por exemplo, o Observatório Orbital de Carbono 3 (OCO-3, na sigla em inglês) e o Observatório Climático do Espaço Profundo.

Pouco após ser eleito, Donald Trump já havia deixado claro que o governo não iria mais bancar pesquisas da Nasa voltadas para mudanças climáticas. Vale lembrar que durante sua campanha, o presidente americano disse que o aquecimento global era “conto dos chineses”, e apoiou a saída dos EUA do Acordo de Paris, um tratado para diminuir as emissões de dióxido de carbono até 2020.

Texto por Augusto Ikeda
Edição por Igor Miranda

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com