E se a Terra dobrasse de tamanho?

2

Nós amamos o nosso querido planeta Terra. Quão sortudos nós somos por estar num planeta que se encontra na distãncia correta do Sol para não super aquecer e evaporar nossa água ou para congelar tudo e todos. E ainda temos a lua que tanto contribue para a evolução da vida. Ah… tudo perfeito né. Pra ficar melhor só mesmo 2 terras ou um só planeta Terra com o dobro do Tamanho. Mas… como seria morar no planeta com o dobro do seu tamanho? Vamos ver isso agora… nesse video.

Acredite ou não… e se a terra tivesse o dobro do tamanho?

Ahhh parece um sonho ter mais espaço no planeta. Praias maiores e com mais espaços, talvez ruas maiores e com menos tráfego. Ok, no Brasil não, as ruas ainda seriam pequenas. Mas as cidades teriam mais espaço, o mundo teria mais indústrias, mais petróleo, mais dinheiro… Mas espere! Seria realmente tudo de bom?

Se o diâmetro da Terra fosse duplicado para cerca de 26.000 kilômetros, assumindo que a densidade continuasse a mesma, e somente a massa aumentasse, e isso da noite pro dia… bem… isso mudaria muitas coisas e a gravidade seria muito diferente. Estamos assumindo logicamente uma mudança hipotética onde as grandes catástrofes não ocorressem. Sim porque se formos realmente considerar um aumento de tamanho e massa em, digamos em um segundo, todos os habitantes seriam jogados no espaço a uma velocidade de cerca de 638 kilômetros por segundo e a crosta se partiria em pedaços, destruindo cidades inteiras e, basicamente, a vida toda no planeta, seria extinta.

Veja também:   Canhotos são mais talentosos do que destros? A ciência explica

De qualquer maneira, deixando esse lado ruim a parte, a massa do planeta aumentaria oito vezes, e a força da gravidade no planeta seria duas vezes mais forte. Então se você subisse numa balança, teria exatamente 2x o seu peso e você se cansaria muito mais para caminhar ou fazer tarefas simples. Afinal seria como se você estivesse com uma mochila nas costas carregando outro “você”, o dia todo, todos os dias. Até para dormir você iria precisar de um novo colchão mais resistente. E se você já é acima do peso e é casado com alguém que também está acima do peso, pense seriamente em trocar a cama por uma mais reforçada.

Ao longo dos anos, o esqueleto humano, especialmente os ossos das pernas, teriam que ficar mais fortes para suportar esse aumento de peso. No inicio seria bem difícil se acostumar com isso e muitos precisariam de exo-esqueletos. Idosos seriam os mais afetados por conta do desgaste natural da estrutura óssea. Então seria você que teria que ir ao supermercado para a sua vóvó. Aproveite e compre também bastante yogurt, leite e queijo porque ela vai precisar para os ossos. Pessoas com osteoporose correriam sérios riscos de fraturas. Dores nas costas seriam frequentes. Até se acostumar com tudo isso seriam muitas gerações adiante, isso caso a espécie humana sobreviva.

Animais predadores que necessitam de agilidade para a caça teriam que contar com a falta de velocidade de suas presas, já que ambas estariam com as mesmas dificuldades, mas predadores tendem a se cansar mais rápido que suas presas e algumas espécies seriam extintas por não conseguirem mais caçar, causando um colapso a médio prazo no equilibrio ecológico. Pássaros não voariam mais e seriam as primeiras presas fáceis. Peixes que habitam as profundezas dos oceanos e que não morressem com o aumento súbito da pressão, teriam que subir para águas menos profundas e, alguns peixes de águas rasas, seriam presas fáceis para a caça predatória humana. Isso afetaria os humanos, eventualmente.

Veja também:   Como seria se o Brasil tivesse uma bomba atômica?

Enquanto isso árvores se quebrariam por conta desse novo peso e as novas árvores que cresceriam no lugar das antigas, não seriam mais tão altas. Porque existe um limite para a altura que uma árvore pode atingir, geralmente 120 metros. Esse limite é imposto pela gravidade, já que quanto mais alto uma árvore pode ser, mais energia é necessária para transportar á água da raíz até o topo. Se o montante de energia que uma árvore ganha através da fotossíntese é maior do que a energia utilizada para transportar a água, ela continua a crescer, caso contrário, ela para. Então se a Terra subitamente dobrasse de tamanho, as palmeiras imperiais do Jardim Botânico não seriam tão majestosas assim e as sequóias provavelmente não existiriam mais.

Por sorte, mesmo a gravidade da Terra sendo 2x maior, não seria o suficiente para desmontar a lua em pedacinhos. Para que isso acontecesse a Lua deveria estar abaixo do limite Roche, que é distância mínima que a lua deve estar da Terra para não ser despedaçada pelas forças gravitacionais. Se a gravidade do planeta ou se o novo tamanho da Terra encurtasse essa distância e a lua estivesse abaixo desse limite ela seria rochas orbitando o planeta como os anéis de Saturno.

O planeta iria girar mais rápido para completar as 24 horas e isso tornaria a linha do Equador maior e os pólos seriam mais planos, como Saturno. Com isso você poderia esperar ventos mais fortes com tempestades tropicais e furacões devastadores.

Veja também:   Dieta a base de batata frita deixa adolescente cego; entenda

Ah! E quanto mais planeta nós tivermos, mais calor teremos também. Se mais elementos instáveis existirem abaixo da crosta, mais calor vai atingir a superfície e, consequentemente, mais atividades vulcânicas existiriam.

Bem, deixamos de lado aqui os desastres nas grandes cidades, como prédios inteiros desabando em suas estruturas frágeis para o seu novo peso e aviões caindo do céu. Subir um foguete para o espaço? Também seria muito mais complicado. Enfim… no final das contas eu não sei quanto a você, mas eu prefiro o meu planeta do jeito que ele foi criado. Sem alterar nada.



Discussion2 Comentários

  1. Gabriel Silva Figueiroa

    Olá, gostaria de saber em qual artigo ou site que o narrador se baseou para criar o vídeo, pois eu não estou de acordo com as consequências que ocorreriam ”Se o diâmetro da Terra fosse duplicado para cerca de 26.000 kilômetros, assumindo que a densidade continuasse a mesma, e somente a massa aumentasse, e isso da noite pro dia… bem… isso mudaria muitas coisas e a gravidade seria muito diferente.” A lei para calcular a gravidade de um planeta é : a=MpG/R², para aumentar o diâmetro do planeta e a massa e manter a mesma densidade é preciso quer ambos sejam aumentados na mesma proporção, logo a=2MpG/2R², simplificando achamos que a gravidade seria a metade da atual.Portanto, meu ponto de vista diverge do seu.

  2. Se o raio da terra dobrasse de tamanho, ou seja, de 12600km para 25200km, para descobrir sua massa, é só fazer a formula do volume da esfera, que é 4/3 x pi x R³. Fazendo essa formula, descobrisse que o volume seria 800 vezes maior. Considerando que a densidade seria a mesma, multiplicamos o volume da nova esfera com a densidade. Se o volume é 800x maior, a massa também é 800x maior.

    O volume da terra é de 8,38 x 10¹²
    O volume da terra dobrada seria 6,7 x 10¹³

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com