Pesquisadores observam pássaro mais raro do mundo no Brasil

1

Pesquisadores conseguiram observar mais uma vez o pássaro mais raro do mundo, o Merulaxis stresemanni, e ele vive no Brasil. Mais conhecido como entufado-baiano, o animal corre sério perigo de extinção e é extremamente raro de ser observado, já que existem hoje apenas cerca de 50 indivíduos da espécie vivendo em área selvagem devido à perda de seu habitat natural.

Também chamado de bigodudo-baiano, o pássaro mais raro do mundo é discreto. Tem tamanho médio para aves de seu tipo, uma cauda relativamente longa e penugens arrepiadas por cima do bico, o que lhe rendem o apelido. Vive nas áreas de mata atlântica entre os estados brasileiros da Bahia e Minas Gerais, cada vez mais raras, o que está causando sua extinção.

No entanto, mesmo antes do desmatamento desenfreado, o animal já era raro. Foi descrito pela primeira vez na década de 1830 pelos ornitólogos alemães Helmut Sick e Erwin Stresemann, de quem ganhou o nome científico. O pássaro só seria observado novamente na metade do século seguinte e não daria as caras por mais 50 anos, até ser avistado em 1995, a última vez antes de 2018.

O pássaro mais raro do mundo também é facilmente identificado pelo seu canto, bem característico, ritmado e um tanto quanto arrepiante, é verdade. Ouça:

A última família

Os esforços dos cientistas estão focados agora para as regiões de mata atlântica de Minas Gerais, onde os últimos indivíduos da espécie parecem estar mais agrupados. No entanto, é possível que os entufados-baianos nunca sejam totalmente recuperados, apesar de todo o trabalho de conservação que vem sendo realizado.

Veja também:   2018 foi o ano mais quente para os oceanos, revela estudo

O problema é que os pesquisadores acreditam que haja em torno de 50 indivíduos, fazendo com que a maioria dos animais restantes seja formada por parentes próximos, que teriam que se reproduzir entre si. Isso gera um problema genético que dificulta o aumento do número de indivíduos da espécie e pode até mesmo acelerar a extinção do pássaro mais raro do mundo.



Discussion1 Comentário

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com