9 brincadeiras que acabaram em morte

1

São só brincadeiras. É só zoação. Nada sério, ninguém vai se complicar por isso. Até que alguém se machuca.

Aqui estão 9 casos de brincadeiras que, acidentalmente, terminaram em morte. Não tente nada disto em casa.

Veja:

1) Fatalidade no Halloween

Em 2014, um grupo tacava ovos, maionese e papel higiênico num carro como vingança de um trote que um deles havia sofrido, até que um homem de 48 anos de idade saiu de casa com uma arma na mão e atirou na direção dos adolescentes enquanto eles entravam no carro deles e fugiam. Adrian Broadway, de 15 anos de idade, foi baleada e faleceu, e o atirador foi sentenciado a 30 anos de prisão

2) Susto letal

Um simples susto se tornou uma fatalidade quando Premila Lal, uma jovem de 18 anos de idade, se escondeu no closet pra pregar uma peça nos amigos, até que um deles, Nerrek Galley, suspeitou que havia um invasor na casa e foi investigar. Quando a menina pulou do armário, ele disparou no susto e ela veio a falecer uma hora depois. Como o rapaz tentou salvá-la levando-a ao hospital e colaborou com as autoridades, foi inocentado por ser um portador de arma licenciado e porque a família sabia que ele estava armado dentro da casa.

3) Caça ao pé grande

Fantasiar-se de Sasquatch pra dar sustos nos outros é obviamente uma ideia estúpida, mas infelizmente essa brincadeira custou a vida de Randy Lee Tenley, de 44 anos de idade, que gostava de vagar pela estrada vestindo uma camuflagem militar pra confundir os viajantes, até que foi atropelado por um adolescente. Como se não bastasse, um segundo carro o atropelou de novo, encerrando sua vida.

4) Placa adulterada

stop

Uma placa de tráfego se tornou o local de um acidente horrível quando dois idiotas, Seth Stonerock e Derek Greenlee, decidiram cobri-la com plástico e vaselina e ainda riram da brilhante ideia no Facebook. Duas idosas, Mary Spangler e Jeanne Shea, se perderam na estrada e foram atingidas por outro carro, falecendo na hora. Stonerock foi sentenciado a 4 anos de prisão, enquanto Greenlee foi solto por colaborar com a investigação e declarar que tentou fazer seu amigo desistir do trote antes que um acidente acontecesse.

5) Tocar a campainha e correr

campainha

Tocar a campainha e correr é uma brincadeira tão inofensiva que poucos pais realmente brigam com seus filhos quando descobrem esse tipo de travessura. Tragicamente, Mark Drewes levou um tiro enquanto corria da casa de Jay Levin, que argumentou que pensou que o garoto fosse um intruso armado. Levin ficou preso por 52 semanas e teve que pagar 750 mil dólares à família do rapaz.

Continue a ver o restante do artigo: clique em “Próxima página” para prosseguir



1 2
Pages ( 1 of 2 ): 1 2Next »

Discussão1 Comentário

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com