Doença misteriosa faz garoto de 4 anos ter aparência de idoso

0

Uma estranha doença acometeu o pequeno Bayezid Shikdar. O garoto, de apenas 4 anos, tem a aparência de um idoso e ninguém sabe o porquê.

Nas últimas semanas, médicos do Bangladesh chegaram a um diagnóstico contundente: o garoto tem excesso de pele, o que dá a aparência de uma pessoa mais velha. Não só isso, Bayezid Shikdar também tem problemas cardíacos, de audição e de visão. A causa, porém, ainda é investigada.

Bayezid Shikdar foi hospitalizado na cidade de Daca, no Bangladesh, país onde ele reside. O garoto é filho de agricultores, que não têm condições para bancar as despesas médicas.

Um grupo de médicos aceitou examinar e tratar Bayezid Shikdar gratuitamente. No entanto, demorou um pouco para que a família do garoto conseguisse chamar a atenção para o problema. Em entrevista à agência de notícias AFP, o pai do menino, Lablu Shikdar, disse que vendeu o único terreno de posse da família para pagar hospitais.

“Já o levamos a curandeiros, tentamos tratá-lo com plantas naturais, mas não mudou nada. Este hospital é a nossa última esperança”, disse Lablu Shikdar.

Benjamin Button?

Os médicos inicialmente procurados pela família de Bayezid Shikdar afirmaram que o garoto tinha progéria. A doença genética em questão tem como principal sintoma o envelhecimento acelerado a partir do nascimento.

É o mesmo mal retratado no filme “O curioso caso de Benjamin Button”, estrelado por Brad Pitt. No longa, Pitt nasce idoso e fica jovem com o tempo.

  Planeta mais quente do universo é descoberto por cientistas

Entretanto, os médicos que aceitaram tratar Bayezid Shikdar gratuitamente reforçaram que novos exames deveriam ser feitos. Com isso, perceberam que o menino não tinha progéria.

O motivo é simples. Em casos de progéria, o envelhecimento fica acelerado com o tempo. Com Bayezid Shikdar, a situação foi diferente: nos últimos meses, o garoto deixou de envelhecer – ou seja, um sinal de melhora.

Diagnóstico

Os médicos ainda estão investigando qual é a doença de Bayezid Shikdar. No entanto, imagina-se que o garoto sofra de algum mal causado pela consanguinidade.

Culturalmente, nas zonas rurais de Bangladesh, pessoas da mesma família se casam com frequência. A prática traz consequências para seus filhos, incluindo doenças nunca diagnosticadas antes.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com