Pai, mãe, bebê e até o cãozinho da família morrem durante trilha e caso intriga

0

Uma família foi encontrada morta junto ao cão de estimação pela polícia do condado de Mariposa. Os corpos foram localizados em meio a uma trilha na Califórnia, em agosto de 2021.

  • Hey, leitor do Acredite ou Não! Livros de todo e qualquer assunto com descontos imperdíveis e opção de frete grátis. Clique aqui e garanta.

Conforme informações da revista People, os membros da família são John Gerrish (de 45 anos), Ellen Chung (de 31) e a filha do casal é Miju (de 1 ano).

A família havia ido passear em uma trilha pela cordilheira de Sierra Nevada, no parque da Floresta Nacional de Sierra, no domingo (15 de agosto) e não retornaram para casa – fazendo com que os parentes reportassem o desaparecimento à polícia local.

As investigações, inicialmente, cogitaram um cenário de homicídio que foi praticamente descartado. No entanto, a primeira autópsia também não trouxe resultados esclarecedores à equipe.

Em fala ao The Washington Post, um amigo da família chamado Steven Jeffe lamentou o caso e afirma que ninguém está em paz pela falta de respostas sobre o caso familiar.

“É tão trágico e misterioso. Nós estamos devastados pela perda. Mas eu acho que a comunidade está mais pensando, tipo, ‘Que diabos aconteceu?’”.

A porta-voz da corporação policial, Kristie Mitchell, também revela, ao jornal Fresno Bee, surpresa sobre as condições da ocorrência – já que não foram identificados ferimentos, traumas ou tampouco notas de suicídio coletivo.

“Deparar-se com uma cena em que todos estão envolvidos, incluindo o cachorro da família que faleceu, isso não é uma coisa típica que nós já tenhamos visto, ou que qualquer outra agência já tenha visto”.

Principais suspeitas para morte da família

Conforme explica Mitchell, as investigações continuam e averiguam um cenário ambiental. Consideram se gases tóxicos, algas tóxicas e monóxido de carbono podem ter contribuído para as mortes”.

Além disso, a principal suspeita é de que a família se contaminou devido às toxinas liberadas pelas algas nas águas de um rio da região, pois em 13 de julho o Departamento de Pesca e Vida Selvagem da Califórnia alertou sobre uma alta concentração de algas no Merced.

A região também estava sob alerta para que pessoas não nadassem nas águas e nem permitissem a entrada de pets. “Algumas espécies podem produzir toxinas que representam um risco”, explicou o órgão.

O gabinete do xerife de Mariposa afirmou que está confiante de que o motivo da morte coletiva será revelado com os exames toxicológicos das vítimas e que a necropsia do cachorro possa trazer mais pistas.

 



  • Hey, leitor do Acredite ou Não! Livros de todo e qualquer assunto com descontos imperdíveis e opção de frete grátis. Clique aqui e garanta.

Deixe um Comentário

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com