Geração Y é a que menos faz sexo desde nascidos em 1920, diz pesquisa

1

Uma pesquisa aponta que a geração Y – atual geração de jovens – faz menos sexo do que as anteriores. Desde os nascidos na década de 1920, o índice não era tão baixo, segundo o estudo.

O fenômeno acontece mesmo com mudanças culturais vivenciadas atualmente. Além do sexo antes do casamento estar sendo mais aceito pela sociedade em geral, está cada vez mais fácil encontrar parceiros, graças às redes sociais e aplicativos de namoro.

O estudo foi feito por pesquisadores da Universidade Atlântica da Flórida e divulgado na publicação científica Archives of Sexual Behavior. Foi tomada como base a geração Y (também conhecida por “Millennials”) composta por pessoas nascidas na década de 1990.

O que diz a pesquisa

O resultado da pesquisa apontou que as pessoas nascidas na década de 1990 são o grupo mais sexualmente inativo desde os que nasceram nos anos 1920. Quem vivenciou a juventude no período em questão precisou lidar com conflitos como a Grande Depressão e a Segunda Guerra Mundial.

Como a pesquisa foi feita por uma universidade dos Estados Unidos, os entrevistados foram, basicamente, americanos. No entanto, os cientistas não acreditam em grande disparidade nesse número em outras regiões do mundo. (Veja também: 4 verdades inusitadas e 4 mitos mentirosos sobre sexo)

De acordo com o estudo, cerca de 15% dos jovens americanos da geração Y, de 20 a 24 anos, não tiveram parceiros sexuais desde que fizeram 18 anos. Com relação aos jovens da geração X (década de 1960), o número gira em torno de 6%.

Uma das conclusões do estudo é que a geração atual de jovens não é mais promíscua do que as anteriores, diferente do que muitas pessoas mais velhas pensam. Nem mesmo aplicativos de namoro deixaram os “Millennials” mais próximos – no máximo, mais conectados. (Veja também: 10 coisas que você não sabia sobre sexo)

Por que isso acontece?

Professor universitário de psicologia e coautor do estudo, Ryne Sherman afirmou que a evolução da educação sexual pode ter sido determinante para que as médias abaixassem. Além disso, o acesso fácil à pornografia também exerce influência no resultado. (Veja também: 5 fatos sobre o vício em pornografia)

Mais individualista, a geração Y aproveitou o boom de informações proporcionado pela internet para se isolar ainda mais. E isso acontece não só com relação ao sexo, mas em todos os outros fatores sociais que envolvem os jovens.

Geração Y e outros resultados

A pesquisa também mostrou outros resultados interessantes com relação à geração Y.

Segundo o estudo, há cada vez menos jovens com carteira de motorista ou trabalhos remunerados. Os pesquisadores entendem que a geração Y tem “crescido mais lentamente” do que os nascidos na década de 1980.

Sobre a geração Y

Também chamada de “Millennials”, a geração Y abrange, no geral, pessooas nascidas na década de 1990. É a primeira geração concebida no que é chamado de “novo mundo tecnológico”.



Discussão1 Comentário

  1. Eu sei o porque, pois essa geração que só pensa no próprio umbigo tem gosto pela vaidade e pelo desprezo onde as pessoas de sexo oposto se afastam não é nada difícil ver moças que se acham e ficam inacessíveis e rapazes babacas que pensam somente no buteco com os amigos ou os outros que eram rejeitados (bullyng) e seguem sozinhos .

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com