Grupo de babuínos arma plano inacreditável para escapar de laboratório

0

Um grupo de babuínos conseguiu armar um plano digno de cinema para escapar de um laboratório de pesquisas no estado americano do Texas. Infelizmente, eles foram recapturados, mas a aventura certamente valeu a pena.

Veja também:   Incrível! Homem foge da polícia ao estilo Indiana Jones e vídeo viraliza

Cerca de 1100 animais são mantidos no Instituto de Pesquisas Biomédicas do Texas (TBRI, na sigla em inglês), que fica na cidade de San Antonio. O plano de fuga dos babuínos contou com uma ferramenta improvisada, introduzida em seu viveiro há poucos meses: um barril.

Um barril ou galão azul com capacidade para 208 litros foi colocado no local onde eles vivem, com a finalidade de servir como um brinquedo ou distração. Cheio de furos, o barril ficava a disposição dos babuínos e as vezes era preenchido com comida para que eles explorassem o objeto e se sentissem estimulados.

Acontece que os animais arrumaram um novo uso para o barril. Ele foi colocado pelos babuínos próximo à cerca de proteção e de lá, conseguiam subir no galão e depois pular para o outro lado da cerca. Uma segunda cerca, que delimita a propriedade do TBRI, foi violada com mais facilidade ainda.

Quatro indivíduos fizeram a travessia, porém um deles provavelmente se arrependeu e retornou por conta própria. Os outros três acabaram indo parar em estradas próximas, para o pavor ou divertimento de quem passava próximo.

Babuínos em fuga

Algumas pessoas acabaram encontrando o trio de fujões antes que equipes de busca conseguissem apanhá-los. “Era peludo, marrom e bem grande”, descreveu uma das testemunhas. Depois de apenas 20 minutos, os animais estavam de volta em segurança para o viveiro do instituto.

O fato de que os integrantes da equipe de busca usavam máscaras de ar acabou gerando um pouco de pânico na população, que achou que os animais poderiam estar contaminados com alguma doença.

No entanto, o TBRI explica que o motivo da máscara não era proteger as pessoas dos babuínos, mas sim o contrário, para que nenhum dos animais acabasse contaminado com doenças humanas.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com