Serial killer do DF continua desaparecido e apavorando moradores

0

Um homem acusado de assassinar uma família, na madrugada de quarta-feira (9), no Distrito Federal está sendo procurado após assustar moradores da região durante fuga, que dura há cerca de seis dias.

O individuo de 33 anos se chama Lázaro Barbosa Souza, conhecido também como “serial killer do DF”. As equipes das Polícias Civil, Federal e Militar do estado realizam buscas também pela região de Cocalzinho.

Lázaro está sendo acusado de matar quatro pessoas, sendo três destas baleadas, além de invasão a domicílios, mantendo reféns e até ateando fogo em uma residência. A Policia Militar afirma que o rapaz chegou a disparar 15 tiros contra a equipe de segurança de Goiás.

Além disso, ele é condenado na Bahia por um homicídio e procurado por crimes de roubos, estupros e até porte ilegal de arma de fogo no estado de Goiás. Lázaro chegou a ser preso em 2018 em Águas Lindas, mas fugiu do presídio após quatro meses.

O assassino quase foi preso na tarde deste domingo (13) na rodovia BR-070, à 82 km de Brasília. Lázaro estaria em um carro roubado de uma chácara de Cocalzinho, mas abandonou o veículo após avistar bloqueio rodoviário da polícia.

As equipes policiais seguem atrás de Lázaro mata adentro e a operação conta com a ajuda de cães farejadores, drones e helicópteros. Segundo as investigações sobre o caso do serial killer do DF, ele teria contado com o apoio de um comparsa para conseguir escapar da capital rumo a cidade de Cocalzinho, a cerca de 110 km.

Dentre as atuais vítimas estão o empresário Cláudio Vidal de Oliveira, de 48 anos, e seus filhos jovens, Carlos Eduardo Marques Vidal, de apenas 15, e Gustavo Marques Vidal, de 21 anos.

Estes foram encontrados mortos em uma chácara na região de Incra 9, na Ceilândia. A esposa do empresário, Cleonice Marques, de 43 anos, também foi sequestrada e o corpo foi localizado em um córrego próximo a Sol Nascente.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com